quarta-feira, setembro 28, 2011

Custo Benefício

Deixei o post abaixo 27 dias no ar, na entrada do blog para ver quanto tempo realmente dura essa bolha de cuspe. A sensação que tenho é que, mesmo lentamente, a luta contra corrupção vai ganhando forma e realmente uma faxina como essa que se pretende fazer na política brasileira demora um pouco para ganhar corpo.

Só o que me preocupa mais não é a faxina fisicamente em si, mas sim a faxina mental e cultural que teremos de fazer se quisermos viver em um pais com menos corrupção. É claro que a corrupção não acaba até porque sempre vai existir a intenção de corromper. Essa não morre nunca.

O nosso problema tupiniquim é que aqui todo mundo é corrompível em potencial e tem alguns até que são bem facinhos. Tipo aquele bloco de carnaval aqui no Rio de Janeiro, o "Vem ni mim que eu sou facim". E é essa mudança que temos que exercitar.

Essa é uma mudança que para surtir efeito tem que vir de dentro para fora. Enquanto o cidadão comum não se sentir afetado e ficar indignado com os acontecimentos do dia-à-dia a coisa não vai ganhar corpo. Agora, como a corrupção atacou logo de cara o sistema educacional, a maioria da população não criou uma base cultural e de valores que possibilitem essa mudança.

Pelo contrário o valor cultural que mais prolifera no Brasil hoje é a cultura do "me dei bem", a cultura do QI (quem indica), aquele papo de tenho um amigo que trabalha na prefeitura de não sei da onde e por ai vai. Precisamos construir uma sociedade baseada na meritocracia e não mais na patifaria.

quinta-feira, setembro 01, 2011

Bolha de cuspe

Impressionante a cara de pau dos srs deputados federais no caso Jaqueline Roriz. E a grande Farsa Brasileira segue firme e forte no seu propósito de esculhambação & roubalheiras descaradas bem na nossa cara. Cara de palhaço é claro.

Agora, será mesmo que a nossa cara é de palhaço? Acho que não. Afinal teríamos cara de palhaço se nos importássemos com o que está acontecendo, se votássemos com consciência e depois acompanhássemos o desempenho dos nossos escolhidos e eleitos.

Como nossa indignação dura mais ou menos apenas os 2 segundos necessários para "curtir" algum post copypasteado de outro alguém também mais ou menos indignado não leva à lugar nenhum.Não frutifica. Afinal, nossa indignação também é uma farsa. Dura tanto quando uma bolha de cuspe.





segunda-feira, agosto 29, 2011

Saco de gatos - Análise da análise ao final do primeiro turno do BR11

Termina o primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2011. Cinco pontos separam o primeiro do sexto colocado e a briga pelo título segue indefinida. A essa altura as previsões iniciais têm que ser revistas e os críticos agora têm que nomear novos favoritos e elaboradas novas previsões.

Umas das grandes Farsas do Futebol é o papel do comentarista. Esse deve ser com certeza um dos melhores trabalhos do mundo. Em que outra profissão um especialista pode errar e chutar e inventar teorias e incrivelmente fica tudo por isso mesmo. Vamos fazer um paralelo, para exemplificar a questão melhor:

Já pensaram se um engenheiro civil errasse suas previsões da mesma forma em 1 em cada 10 projetos que ele participasse? Com certeza já teria sua licença cassada. E um neurocirurgião? esse então não tem permissão para errar.

Enquanto isso nossos entendidos da crônica esportiva agora vão desenterrar uma frase feita do tipo:

- O Futebol é uma caixinha de surpresas

Farsa, Farsa, Farsa. Pois assim como numa maratona o campeonato de pontos corridos deve ser analisado pela média de pontuação dos clubes e o percentual de aproveitamento. Portanto qualquer previsão é chute. Os comentaristas deveriam checar o percentual histórico dos clubes antes de mais nada. No Globo Esporte.com você pode clicar e conferir os indíces de cada coluna da Tabela de classificação.

E o que isso tudo quer dizer? Quer dizer que entre os primeiros colocados, o Corinthians teve uma queda grande de aproveitamento, o Flamengo também perdeu gás nas últimas rodadas. O São Paulo oscila muito. Vasco, Botafogo vêm crescendo com consistencia e o Palmeiras segue na cola.

As variaveis que podem mudar o panorama agora são contusões, cartões e o efeito sobrenatural de almeida (bissexto mas acontece). Vamos lá, acompanhar com atenção, a briga no saco de gatos.

quarta-feira, agosto 24, 2011

O Caso Jobson

Dono de um grande talaento com a bola nos pés, Jobson anda perdendo a cabeça e dano boladas na vida, a cada chance que desperdiça. É realmente perturbador como a onipotencia causada por uma série de fatores externos pode transformar grandes pessoas em grandes decepções. Afinal, quanto maior o ego, maior a queda.

Jobson, não vire a Amy Winehouse dos campos.

segunda-feira, agosto 22, 2011

Brasileirão Surfistinha

Antes da festa começar todos estavam ansiosos. De um lado do salão de baile estavam os pretendentes. Do outro elas, que são motivo de cobiça alheia, reluzindo sobre a mesa. O comentário geral era de que a musa faria jogo duro e não se entregaria facilmente à quem tentasse corteja-la.

Eis que a festa já vai chegando na metade e aqueles considerados os melhores pretendentes não estão mostrando viço suficiente para conquistar a simpatia nem da mais bela, tampouco de suas amigas vagas.

O que acontece então? Nossa musa, a Taça do Brasileirão está dando mole no pista, já dançou com aluguns pretendentes mas ainda não se decidiu. E o melhor, diante da timidez geral ela, a Taça, tal qual uma meretriz de Copa antes do fim da madrugada, vai no palco fazer um "pole dancing".

Assim com uma pequena paródia podemos constastar que esse BR11 está mais pra Brasileirão Surfistinha, onde o primeiro que encostar com jeito e bala na agulha leva, do que uma moça com dotes e glórias.